Guias Canvas (Portuguese - Brazil)Guia do Administrador Importações SISO que preciso saber sobre como criar um script para importar dados SIS automaticamente para uma conta do Canvas?

O que preciso saber sobre como criar um script para importar dados SIS automaticamente para uma conta do Canvas?

Ao criar uma integração de dados automatizada com o Canvas, você precisa criar um script para importar dados automaticamente para o Canvas. Um script SIS sincroniza automaticamente os usuários em sua instituição com sua conta do Canvas. Esta lição apresenta linguagens de programação e outras considerações ao criar um arquivo de script.  

Linguagens de programação de script

O script de importação pode ser tão simples ou complexo quanto sua instituição exigir. Além disso, uma variedade de linguagens de programação pode ser usada para escrever seu script/programa de importação. Contanto que a linguagem de programação possa fazer chamadas HTTPS e fazer upload de arquivos via HTTPS, a linguagem pode ser usada para criar um script de importação.

Devido a uma enorme quantidade de variáveis que existem entre cada instituição, o Canvas não oferece suporte nem promove oficialmente o uso de nenhuma linguagem de script ou script específico que os usuários possam importar dados para o Canvas, como:

  • Bash Shell (cURL)
  • C#
  • Java
  • PowerShell
  • Python

Pastas de arquivo do servidor

Pastas de arquivo do servidor

No servidor ou computador que executará o processo de importação (Windows/Linux/Mac), você precisará criar uma estrutura de pastas para armazenar seus aplicativos de importação (script, logs, arquivos ativos, etc).

Considerações sobre o script

Um exemplo simples de um script SIS é criar um script que é executado em horários específicos e verifica um diretório na estrutura de sua pasta para ver se há arquivos que precisam ser enviados para o Canvas. Se houver arquivos, o script pode compactá-los em um arquivo .zip e enviá-los ao Canvas. Visualizar o fluxograma do script SIS.

Ao criar um script, você deve considerar possíveis problemas, como:

  • Se o script verifica se há erros para ver se o upload foi bem-sucedido.
  • Se o script verifica se a última importação foi concluída. Se você definir sua frequência de execução mais curta do que o tempo de processamento de importação para uma execução, a frequência pode resultar em novos lotes enfileirados antes que a importação seja concluída.
  • Se o script verifica se há uma importação anterior - e se a importação anterior foi bem-sucedida ou não. Essa verificação é importante, independentemente de o lote completo ou importações padrão serem usadas, pois você não deseja que as atualizações fiquem fora de ordem.

Scripts de amostra

A comunidade do Canvas forneceu um repositório GitHub de scripts de amostra que abordam muitas considerações de script. Mesmo com ferramentas muito simples, esses exemplos mostram como implementar um script de importação automatizado básico.

Nota: Cada script de amostra do GitHub terá seus próprios requisitos e componentes adicionais que podem precisar ser instalados para a funcionalidade adequada.

Ao usar as ferramentas apresentadas nesses tutoriais, agora você deve estar mais bem preparado para criar sua própria ferramenta de importação automatizada. Se você encontrar desafios, visite nosso fórum da comunidade de migração e integração. Você pode encontrar outras pessoas lá que podem ajudar com comentários e sugestões sobre o seu script.